Artigos

Editar esta página -- Voltar à página anterior

EnglishpolskiPortuguês

A Pre-Prepared Response to Today’s Transphobia

http://www.miaviolet.com/2017/10/23/a-pre-prepared-response-to-todays-transphobia/

Detransition, Desistance and Disinformation: A Guide for understanding transgender children (Guia para entender crianças trans)

https://medium.com/@juliaserano/detransition-desistance-and-disinformation-a-guide-for-understanding-transgender-children-993b7342946e#.v45xd2rpd

Este artigo foi escrito por Julia Serano, a mesma pessoa que escreveu Whipping Girl (que nós recomendamos que você leia). Este artigo desconstroi preconceitos em relação a pessoas que revertem a sua transição. Uma parte mesmo pequena (que anda por volta dos 2% ou menos) das pessoas que decidem voltar atrás na transição podem fazem-no por um motivo ou outro e é muitas usado como argumento por parte de médicos para adiar ou recusar o tratamento que a pessoa trans necessita, sem ter os seus interesses dessa pessoa em primeiro lugar (designado como gatekeeping mesmo em comunidades LGBT que falam português).

É um artigo muito bom (embora não tão longo como Whipping Girl) e inclui muita da história sobre o modelo de gatekeeping utilizado em serviços de saúde trans (que ainda existe hoje em dia) e também inclui a história sobre terapia de conversão que alguns gatekeepers (pessoas que efectuam gatekeeping) usam em crianças ainda hoje, em alguns países, para tentar forçá-las a viver como pessoas cis.

Vale mesmo a pena ler.

A study on the history of gender-segregated bathrooms (Um estudo sobre a história de casas de banho segregadas por género)

https://www.buzzfeed.com/shannonkeating/gender-segregated-bathrooms-have-a-long-ugly-history?utm_term=.xaB9Klypv#.tu1eWGO6q - vale a pena ler

One gene keeps Mickey from turning into Minnie (Um gene previne o Mickey de se tornar na Minnie)

http://blogs.discovermagazine.com/notrocketscience/2011/07/20/one-gene-keeps-mickey-from-turning-into-minnie/#.WI5CpYiYFdh

Um artigo sobre como engenharia genética pode um dia ser usada em ver de tratamento hormonal no futuro. Este é ainda um conceito experimental.

Recursos para crianças trans em escolas (Reino Unido)

http://uktrans.info/70-topic-overviews/328-resources-for-schools)

Recursos úteis para crianças (residentes em Inglaterra):

We’ve been around: a history of trans people (Sempre estivemos por aqui: história de pessoas trans)

Série de vídeos sobre pessoas trans ao longo da história: http://www.wevebeenaround.com/seriesoverview/

Trans Expression in Ancient Times (Expressão trans ancestral)

Uma coleção de artigos sobre como pessoas trans viveram no passado.

http://bilerico.lgbtqnation.com/2008/02/transgender_history_trans_expression_in.php

Como ter sexo com uma mulher trans, e como respeitá-la

Mulheres trans são normalmente alvo de objetificação sexual, especialmente em pornografia. Existe muita transfobia em volta do tópico. Este artigo tenta atacar e reverter algum do dano feito, ao fornecer um guia que basicamente explica como ser uma pessoa decente que trata pessoas, especialmente mulheres trans com o respeito que elas merecem.

http://early2bed.com/2014/02/05/trans-women-sex-awesome/

Lista de recursos para juventude LGBT

http://the-lgbt-youth-blog.tumblr.com/post/134500769289/trans-resources-please-signal-boost

Feminism 101: A Crash Course (Feminismo Básico: Curso Intensivo)

http://everydayfeminism.com/2016/02/feminism-101-a-crash-course/

Um vídeo que explica conceitos feministas chave.

Geek feminism tem um artigo sobre intersecionalidade e explica o conceito de forma breve. Uma abordagem mais a fundo encontra-se neste artigo da Wikipédia - e neste artigo também - and neste

Not Your Mom’s Trans 101 (Este guia não é para a tua mãezinha)

http://www.tranarchism.com/2010/11/26/not-your-moms-trans-101/

Uma excelente desconstrução do binário de género e a razão pela qual este não existe.

Vídeo que explica 3 razões pelas quais pessoas não binárias existem

Video explaining 3 reasons why non-binary people exist

http://everydayfeminism.com/2016/11/recognizing-non-binary-people/

Este vídeo é muito bom

Vídeo que explica a razão pela qual sexo binário não existe e explica o que significa intersexualidade

http://everydayfeminism.com/2016/06/science-doesnt-support-sex-binary/

Um vídeo bom. O facto de que sexo pode ser masculino ou feminino não é necessariamente verdade; pessoas instersexo também existem. Médicos decidem género e sexo de acordo com os genitais de um bebé.

Estes artigos também são interessantes (relacionados com intersexualidade)

Este artigo procura revelar algumas estatísticas por detrás dos números de pessoas intersexo na sociedade: http://intersexroadshow.blogspot.co.uk/2012/03/how-common-is-intersex-status.html

Diferenças entre bissexualidade e pansexualidade

https://radicalbi.wordpress.com/2011/10/17/some-differences-and-similarities-between-bisexuality-and-pansexuality/

A maior parte das pessoas um termo ou o outro para descrever o mesmo, mas há diferenças.

Coisas que pessoas pansexuais devem saber

https://rainbowgenderpunk.wordpress.com/2012/02/05/stuff-pansexuals-need-to-know/

O artigo no link acima também explica diferenças entre pan e bi

Assexualidade e ausência de atração amorosa (conhecida como “aromantic” em inglês)

Diferenças entre ausência de atração romântica e assexualidade

Under the Ace Umbrella: Demisexuality and Gray-asexuality(este artigo descreve alguns termos que estão incluídos no espectro da assexualidade, estes sendo Demissexualidade e Assexualidade “cinzenta”

Estudo de um censo feito na Índia sobre o terceiro género

http://timesofindia.indiatimes.com/india/First-count-of-third-gender-in-census-4-9-lakh/articleshow/35741613.cms


Editar esta páginaLicençaModelo licençaContribuirDiretrizes de Conduta

Permission is granted to copy, distribute and/or modify this document under the terms of the GNU Free Documentation License Version 1.3 or any later version published by the Free Software Foundation with no Invariant Sections, no Front Cover Texts, and no Back Cover Texts. A copy of this license is found in /fdl-1.3.html

Para informação sobre quem possui copyright sobre o conteúdo de cada página e em que ano, refira-se ao repositório Git, no qual o website está hospedado, e verifique a lista de commits.